Roberto Paulino diz que Manoel Jr. cria constrangimentos e sinaliza que ele não deve ‘forçar a barra’

0


A reunião do MDB de João Pessoa na quarta-feira (10), onde os membros abriram dissidência da Executiva Estadual e definiram apoio à pré-candidatura de Luciano Cartaxo (PSD), vem gerando debate no Diretório Estadual da sigla. O vice-presidente do partido, Roberto Paulino, comentou sobre a situação. Para o ex-governador da Paraíba, Manoel Junior está se apressando e criando constrangimentos – que podem complicar até o próprio Cartaxo.

Leia mais: MDB de João Pessoa abre dissidência da estadual e define apoio à pré-candidatura de Luciano Cartaxo

“Vou falar com Manoel. Essa posição apressada de Manoel Junior está criando constrangimento dentro do MDB e em setores influentes do PSDB, porque sabemos que o PSDB vai em duas direções. Uma candidatura de Luciano, que considero um grande nome, e na candidatura de Romero. Manoel tem que ter habilidade para não criar constrangimentos. Manoel tem que está perto, mais junto de Maranhão, porque ele fica mais forte”, declarou Paulino ao Blog do Gordinho.

O vice-presidente da sigla lembrou que já foi vice e assumiu o lugar de Maranhão, onde na oportunidade teve um embate com Cássio Cunha Lima (PSDB). “Mas em nenhum momento eu forcei barra para assumir o cargo”, ressaltou. “As coisas vem naturalmente e de maneira espontânea”, concluiu.

Na avaliação de Roberto Paulino, os posicionamentos do vice-prefeito da Capital podem criar constrangimentos entre setores do MDB e PSDB o que pode acarretar em complicações para apoio ao próprio Cartaxo. “Meu temor é que essa posição de Manoel possa criar constrangimentos dentro de setores do MDB e PSDB e isso poderia criar um impasse num possível apoio a Luciano”, disse.

Ainda conforme Paulino, as decisões externadas por Manoel na reunião “contraria o povo de Campina, um segmento forte, contraria uma parte do MDB, e isso não é bom para ele”. Ele declarou que “até gostaria de ver Manoel sendo prefeito de João Pessoa, mas isso pode acontecer sem atropelar nenhum desses que estão aí almejando a disputa ao governo”.

Comments are closed.